PEC-PG

Programa irá conceder até 100 bolsas de doutorado para estrangeiros

Publicado: Sexta, 07 Outubro 2016 12:05 | Última Atualização: Sexta, 07 Outubro 2016 12:05

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulga nesta sexta-feira, 7, o edital º 23/2016, referente à seleção de candidaturas para o Programa Estudantes-Convênio de Pós-Graduação (PEC-PG). O objetivo do programa é formar recursos humanos para que cidadãos oriundos de países em desenvolvimento, com os quais o Brasil mantém acordo de cooperação educacional, cultural ou de ciência e tecnologia, possam realizar estudos de pós-graduação stricto sensu em instituições de ensino superior brasileiras.

Serão concedidas até 100 bolsas em IES brasileiras públicas ou privadas, de modo a fornecer a capacitação necessária para que o estudante-convênio possa contribuir para o desenvolvimento de seu país.

Aqueles que cumprirem os requisitos descritos no edital têm até 25 de novembro para realizar a inscrição e enviar a documentação exigida. O resultado está previsto para ser divulgado até 31 de dezembro e as atividades iniciadas a partir de fevereiro de 2017.

Os candidatos selecionados recebem bolsa de doutorado, passagem aréa de retorno à capital do país de origem ou de residência do estudante-convênio, isenção de pagamento de mensalidades ou de qualquer espécie de taxa no âmbito acadêmico, assistência médica, odontológica e farmacêutica pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
 
 

A Coordenadora Adjunta do PPGEA, Profa. Dra. Paula Henning, esteve em intercâmbio de estudos na Universidade de Murcia, na Espanha na semana do dia 19 de setembro. Lá esteve em contato com o Prof. Antônio Campillo, Diretor da Faculdade de Filosofia. Após apresentação do Programa de Pós-Graduação de nossa Universidade organizou-se ações e encaminhamentos para firmar o convênio entre o PPGEA e o ProgramaInteruniversitário de Doutorado em Filosofia e do Mestrado Universitário emFilosofia Contemporânea e seus Pressupostos Históricos da Universidade de Murcia. Além disso, estabeleceu-se relações entre o Grupo de Pesquisa Educação, Cultura, Ambiente e Filosofia da FURG e o Grupo de Pesquisa Filosofia e Mundo Contemporâneo da referida universidade espanhola. Com essas articulações caminhamos para um processo de internacionalização do PPGEA com a Universidade de Murcia na Espanha. 

 

Em deliberação na reunião geral dos professores e alunos/as do PPGEA, e referendada pelo colegiado, se constitui uma comissão que estudará e analisará ajustes e atualizações do PPP (Projeto Político Pedagógico), de seu regimento interno bem como das informações da plataforma SUCUPIRA. O PPP e o regimento estão na pagina e podem ser acessados, já para acesso ao documento SUCUPIRA - CLIQUE AQUI

Coordenação PPGEA

 

Coordenador do PPGEA realizará conferência no Uruguay, no centro regional este (CURE) em evento institulado: III Jornadas Interdisciplinarias en Biodiversidad y Ecología (III JIBE), para acessar mais informações: http://www.cure.edu.uy/?q=conferencias

 

A bibliotecária Cibele Dziekaniak comunica que a Sala Verde está em novo espaço (sala que era da antiga PROEXC no CC), contando inclusive com uma sala de estudos com computador para os alunos. Informa ainda que durante seu afastamento está coordenando o espeço a bibliotecária Alessandra Lemos, que  assumiu no mês de setembro a coordenação da sala em tempo integral. E-mail: ale.lemos@gmail.com 

 SalaVerde
 

O Nós do Sul - Laboratório de Estudos e Pesquisas sobre Identidades, Currículos e Culturas - FURG convida para

Palestra "Neoliberalismo e Educação: uma análise de conjuntura"

A ser proferida pelo Reitor da UFPEL - Prof. Dr. Mauro Del Pino

Dia 26/09

Hora: 19h

Local: Auditório da SEaD/FURG

mauro del pino 1

 

O Instituto de Biologia (IB) da UFPel, em parceria com a Embrapa Clima Temperado e com a Fundação Zoobotânica, realizará o I Congresso sobre o Bioma Pampa: reunindo saberes, que ocorrerá de 3 a 6 de outubro, na sede da Embrapa do Monte Bonito, em Pelotas.

O evento tem como objetivo reunir saberes e fortalecer um espaço de discussão sobre o presente e o futuro deste Bioma nos seus mais diferentes aspectos, respeitando as iniciativas já existentes.

Para o diretor do IB, Althen Teixeira Filho, o subtítulo do tema do congresso justifica sua relevância. “Reunindo saberes significa reconhecer todos os saberes que trabalham para a salvaguarda do Bioma Pampa. Não se quer primazia nenhuma, senão a união destes saberes,” explica.

O tema é vasto, exigindo da organização do evento a realização de várias atividades pré-congresso nos quais foram debatidos temas como abastecimento hídrico e saneamento básico, transgênicos, o código florestal, a Lei de Biossegurança e questões ligadas à preservação das áreas de mata nativa e de campo.

O evento contará com profissionais de diversas áreas, como agrônomos, engenheiros florestais, oceanógrafos, agricultores, artesãos, entre outros. No dia 5 ocorrerá uma plenária reunindo ONGs relacionadas à área ambiental e o Centro de Estudos Ambientais (CEA). “Esta plenária tem a finalidade de reunir as informações que cada organização traz que, por vezes, encontram-se tão dispersas,” informa Teixeira Filho.

O Pampa gaúcho foi reconhecido como Bioma, ou seja, um conjunto de ecossistemas que agrega imensa diversidade de fauna e vegetação, somente em 2004. A grande preocupação das instituições ambientais se debruça sobre as potencialidades e fragilidades desta região que sofre com o uso inadequado dos recursos naturais, o crescimento do cultivo de árvores exóticas e as grandes áreas de monocultura.

Teixeira Filho explica que o evento tem como missão alertar a população sobre o constante envenenamento da água e do solo causado pelos agrotóxicos. “Está surgindo um novo veneno agrícola, o 2,4-D, componente do ‘agente laranja’, usado na Guerra do Vietnã, extremamente potente e que estará afetando os rios e o solo, assim como o Glifosato, ao qual a população já está sujeita em níveis elevados de exposição,” alerta o professor.

O Congresso conta com o apoio do Ministério Público Estadual e da Fepam. O evento é aberto ao público e o valor da inscrição é R$20,00. A programação completa encontra-se no site do evento, http://wp.ufpel.edu.br/pampa.

A Embrapa Clima Temperado localiza-se na Rodovia BR-392, Km 78, 9º Distrito, Monte Bonito, Pelotas/RS.

 

CLIQUE AQUI, para maiores informações.

 

Caros leitores,

A revista AMBIENTE & EDUCAÇÃO - Revista de Educação Ambiental acaba de publicar seu último número, disponível em https://www.seer.furg.br/ambeduc.

Convidamos a navegar no sumário da revista para acessar os artigos e outros itens de seu interesse.

 

“Os significados da Educação Ambiental presentes no Ensino da Contabilidade nos Cursos de Ciências Contábeis de Instituições Federais de Ensino Superior do Rio Grande do Sul

BANCA EXAMINADORA: 

 

Profª. Drª. Elisabeth Brandão Schmidt (Orientadora PPGEA/FURG)

Profª. Drª. Maria do Carmo Galiazzi (PPGEA/FURG)

Prof. Dr. Luis Fernando Minasi (PPGEA/FURG)

Prof. Dr. Ernani Ott (UNISINOS)

Profª. Drª. Fernanda Gomes Victor (UFRGS)

 

DATA: 27 de Setembro de 2016, às 14hrs

         SALA: Sala de Webconferência da SEaD - Campus Carreiros - FURG

FURG abre edital para curso de Especialização em Educação Ambiental

A FURG através do SIPOSG (Sistema de Inscrições de Cursos de Pós-Graduação) abre edital para o Curso à Distância de Especialização em Educação Ambiental. São previstos alguns encontros presenciais obrigatórios durante o curso. Serão 80 vagas para os municípios de Novo Hamburgo, Sapiranga, Picada Café e Santo Antônio da Patrulha.

Para maiores informações sobre o Edital, acesse aqui http://www.siposg.furg.br/curso/955

Reflexões por uma educação ambiental vista de baixo: o cotidiano das comunidades utópicas”

 

Banca Examinadora:

Prof. Dr. Carlos Roberto da Silva Machado (Orientador - PPGEA/FURG)

Prof. Dr. Humberto Calloni (PPGEA/FURG)

Prof. Dr. Rodrigo Barchi (UNISO)

 

DATA: 30 de Setembro de 2016,

às 15hrs

Na sala 4115 – Prédio 4

Perspectivas da Educação Ambiental no Brasil a partir das teses defendidas no Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental da Universidade Federal do Rio Grande

                  BANCA EXAMINADORA:

  

        Prof. Dr. Carlos Roberto da Silva Machado (Orientador PPGEA/FURG)

Prof. Dr. Francisco Quintanilha Veras Neto (PPGEA/FURG)

Profª. Drª. Lúcia de Fátima Socoowski de Anello (PPGEA/FURG)

Prof. Dr. Rodrigo Barchi (UNISO)

Prof. Dr. Sérgio Botton Barcellos (UFPEL)

DATA: 29 de Setembro de 2016,

às 14hrs

Sala 4115 – Pav. 4 – Campus Carreiros - FURG.


Para maiores informações, CLIQUE AQUI

 

A nova Equipe Editorial da Revista Ambiente & Educação (PPGEA/FURG) tem a alegria de publicar um novo número (vol. 20, n.1, 2015) e dar continuidade ao seu trabalho, buscando a qualificação do periódico e do debate no campo da Educação Ambiental. Esse novo número pode ser acessado através do link:

https://www.seer.furg.br/ambeduc/issue/view/509/showToc

Esperamos e desejamos para todas/os uma excelente leitura desse novo número da Ambiente & Educação.

Caros leitores,

A revista REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental
acaba de publicar seu último número, Ed. Especial: Da Leveza do ser à
maciça teoria na defesa da vida.
Disponível em https://www.seer.furg.br/remea.

Buscando construir novos horizontes, convidamos os diferentes olhares,
saberes e sentimentos, para integrar o presente número com a presença de
pesquisadores que se aventuram em diferentes territórios (no Brasil e no
exterior), no sentido de indicar o inédito viável em suas narrativas da
Educação Ambiental.

Convidamos a navegar no sumário da revista para acessar os artigos e outros
itens de seu interesse.

O Acadêmico do PPGEA (Educação Ambiental), SAMUEL AUTRAN DOURADO E SOUZA, doutorando de nosso programa junto com sua orientadora Dione Kitzmann realizaram a inscrição no "Prêmio Pesquisador Gaúcho é uma realização da Fapergs, vinculada àSecretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, que visa reconhecer o trabalho do pesquisador nas mais diversas áreas do conhecimento e a importância do investimento em Pesquisa, Ciência, Tecnologia e Inovação para alavancar o desenvolvimento do Rio Grande do Sul (ver sitio: http://www.premiopesquisadorgaucho.rs.gov.br/).

"Memorial Descritivo - SAMUEL AUTRAN DOURADO E SOUZA Em abril de 2016, ingresso no Doutorado em Educação Ambiental da Universidade Federal do Rio Grande (PGGEA/FURG) buscando compreender quais são as principais dificuldades confrontadas durante o processo de transferência de tecnologia em Saneamento com base na compostagem. O projeto de tese é intitulado A contribuição da Educação Ambiental para o processo de transição de uma gestão passiva para uma gestão ativa em Saneamento Sustentável, e tem a orientação da Profª Drª Dione Iara Silveira Kitzmann. A busca é por identificar e validar no campo ferramentas e metodologias que contribuam para uma melhor abordagem e conseguinte apropriação da tecnologia pelas comunidades, visando a sua replicação em diferentes espaços. Cinco são os países integrando esta pesquisa-ação: - o vilarejo de Papoga, distrito de Zombo, África Oriental, em Uganda; - a comunidade de Tipitapa em Managuá, na Nicarágua; - a comunidade de Bubanza, em Bujumbura, no Burundi; - a comunidade de Kwale, em Mombassa, no Quênia e o bairro Jardim Gramaxo, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. A viabilização desta iniciativa é fruto de parceria com duas organizações não-governamentais dos Estados Unidos (International Medical Outreach e Givelove), uma da Nicarágua (Sweet Progress), uma do Burundi (Communities of Hope), uma do Brasil (Teto) e uma da Holanda (Verkaart). A escolha em investigar a contribuição da Educação Ambiental no processo de Mobilização Social e Transferência de Tecnologia em Saneamento Sustentável como tema de pesquisa advém de uma atenta observação às maiores dificuldades confrontadas em minha trajetória de trabalho até aqui. Entre os anos de 2008 e 2011, durante a graduação em Oceanografia na Universidade Federal do Paraná (UFPR), estive ativamente envolvido no Programa de Extensão Universitária intitulado “Alternativas de Saneamento para Vila da Ilha das Peças”, localizada na baía de Paranaguá/PR. Ao longo de quase cinco anos, estabelecemos a coleta seletiva na ilha, instalamos sete sistemas wetland para o tratamento de esgoto doméstico, um sistema de potabilização para água da chuva captada no telhado da escola local e mais três cisternas em ferrocimento (um tipo de reservatório de custo acessível e eficiente para armazenar a água da chuva). O objetivo destas ações, realizadas pelo Laboratório Socioambiental do Centro de Estudos do Mar (CEM/UFPR), era o de montar um modelo integrado de saneamento alternativo, adequado técnica e socialmente às condições das comunidades rurais isoladas, que pudesse ser replicável pelas mesmas e cuja eficácia fosse validada pela autoridade sanitária estadual, de forma que esta pudesse promover sua ampla implantação. Paralelamente, fui diretor-presidente da Maris Empresa Júnior de Oceanografia, onde, dentre outros projetos, destaco a implantação de um sistema de gestão para os resíduos orgânicos do Restaurante Universitário (Projeto Criando Terra) e a construção de uma sede reunindo diferentes técnicas construtivas de baixo impacto, captação e armazenamento da água de chuva e um sanitário-seco do tipo compostável. Entre os anos de 2012 e 2014, cursei o mestrado de Práticas em Desenvolvimento Sustentável na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). O objetivo do projeto foi implementar um sistema de saneamento decentralizado com base na compostagem a partir de um estudo de caso em Mekelle, no estado de Tigrai, norte da Etiópia. A relevância do trabalho se deu no reconhecimento de uma tecnologia potencial ao enfrentamento da crise sanitária em Mekelle e no estabelecimento de um documento útil à implementação de novas experiências práticas em saneamento com base na compostagem. Creio que só se transforma pela ação, por dar o melhor de si e ser exemplo. Os conselhos podem até convencer, mas os exemplos arrastam. A sustentabilidade e a harmonia evidenciam a caminhada".

A Revista Ambiente e Educação, publica o Volume 19, n.2 (2014), concluindo assim uma primeira etapa na atualização de nossa revista que se completará em breve, setembro/outubro com o lançamento das edições 2015 (1) e 2015 (2). Salientamos que encontram-se aberto editais para duas (2) edições de 2016. 

Para acessar a revista e editais:https://www.seer.furg.br/ambeduc/issue/view/505

Inscrição para seleção de aluno especial online dias 01 e 02/08 no site www.siposg.furg.br 

  

Para maiores informações exclusivamente no edital